Coprodução brasileira, “Diamantino” ganha Semana da Crítica em Cannes

A coprodução brasileira, francesa e portuguesa “Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, é a grande vencedora do Grande Prêmio da Semana da Crítica de Cannes. Rodado em Portugal, o longa trata de maneira bem-humorada assuntos da atualidade, como o culto à celebridade, o crescimento da extrema direita e a crise dos refugiados.

O produtor Daniel van Hoogstraten comentou a vitoria, “É inacreditável, emocionante! Estou extremamente feliz e honrado com o Grande Prêmio da Crítica de Cannes. O reconhecimento é a recompensa ao trabalho árduo, complexo, e à ousadia de um filme que derruba barreiras e paradigmas. O primeiro trabalho internacional da Syndrome não majoritariamente brasileiro, mas que conseguimos realizar com apoio da ANCINE e do FSA. Ao longo de seis anos, foram muitas idas e vindas, conversas, novas versões do roteiro, e a prova de que estamos no caminho certo não poderia ser melhor”.

Sinopse: Diamantino, o maior jogador de futebol do mundo, perde seu talento e encerra sua carreira em desgraça. Em busca de um novo propósito na vida, o ícone internacional embarca numa odisseia delirante, onde ele enfrenta o neofascismo, a crise dos refugiados, mutações genéticas, e a busca pela origem de seu gênio.

Diamantino” conta em seu elenco com: Carloto Cotta, Cleo Tavares, Anabela Moreira, Margarida Moreira, Joana Barrios Maria Leite.

Marcus Barreto

Jornalista de bem com a vida, fã de esportes e cinema.