Dia do Rock: Cinco clássicos para ouvir e celebrar a data

Hoje, 13 de julho, é considerado pelos brasileiros o “Dia Mundial do Rock“, data onde se celebra o patrimônio de um gênero que nasceu há muito tempo atrás e tem atravessado gerações com sua maneira única e poderosa de tocar o seu público. A data que não é muito levada a séria no exterior, nasceu em homenagem ao Live Aid, megaevento que aconteceu neste mesmo dia no ano de 1985.

No evento, Phill Collins, que na época era integrante da banda Genesis, e participou de dois shows do megaevento, declarou que por todo o envolvimento que estava acontecendo em volta da música e do principal objetivo que seria arrecadar fundos para a crise humanitária na Etiópia, aquele sim poderia ser considerado o “Dia do Rock”.

Pensando nisso, qual seria a melhor maneira para aproveitar esta data? Se você pensou playlist, achou certo! Na lista, aqui vão alguns dos cinco maiores sucessos do gênero. 🤘


1) Queen – Bohemian Rhapsody

Considerada um dos maiores hits da banda britânica Queen, “Bohemian Rhapsody” tem um dos enredos mais enigmáticos da história da música. Construída em três segmentos, o que começa em uma suave balada acompanhada pela inigualável voz de Freddie Mercury, vai de ópera à uma inesperada virada de puro caos e muito rock’n roll.

No começo das gravações da faixa, os integrantes da banda se mostraram intrigados com a composição de Mercury – na ocasião o guitarrista Brian May afirmou que a música parecia algo legitimo, original e que merecia ser trabalhada. Após três semanas de gravações o mais caro single já produzido e uma das gravações mais elaboradas na história da música popular viria por fim a integrar a tracklist de “A Night at The Opera“, quarto álbum de estúdio da banda.

2) Led Zeppelin – Kashmir

Kashmir“, da banda Led Zeppelin, é considerada pelos próprios integrantes como o resultado mais puro de sua quintessência musical. É sério! E sabe da onde veio toda inspiração para a composição? De uma longa viagem que a banda fez entre as cidades de Goulimine e Tantan, no Marrocos, em uma região chamada de Saara espanhol. Enquanto o Robert Plant fala na canção sobre uma estrada de mão única que não tinha fim, ele se refere a essa viagem! E o “Kashmir” em questão, faz menção a  um território (de mesmo nome) que fica no Himalaia, dividido entre índia, Paquistão e China.

Um dos maiores sucessos da banda tem um riff de guitarra baseado em uma gravação caseira de Jimmy Page e é considerada uma das canções mais épicas e bem sucedidas do grupo. A música está presente no álbum “Physical Graffiti“, lançado em 1975.

3) AC/DC – Highway to Hell

Ao lado de “Back in Black“, a música “Highway to Hell” traz a tona a pura e verdadeira essência do rock’n roll de raiz. Com referências que vão do Blues Rock até o Heavy Metal, a banda australiana AC/DC, instaurou em toda sua obra, uma verdadeira aura clássica do que o rock verdadeiramente é em sua significância. Composta e interpretada brilhantemente pelo trio Angus Young, Malcolm Young e Bon Scott, “Highway to Hell“, que também dá nome ao disco no qual faz parte, foi produzida pelo renomado produtor musical Robert Lange.

4) Aerosmith – Dream On

Dream On” foi composta pelo o líder da banda, Steven Tyler. A música surgiu exatamente no ano de 1972 para o primeiro álbum da banda Aerosmith. A Columbia, gravadora responsável pelo o disco não estava muito empolgada com o grupo, que era constantemente comparado com os Rolling Stones. Porém, a empresa necessitava que alguma banda americana rivalizasse com os britânicos. A canção ganhou diversas versões ao longo de quase 40 anos e foi regravada por diversos artistas, como Eminem (que utilizou o sample na faixa  “Sing For The Moment“) e a banda Dio. “Dream On” foi um sucesso quando lançado e permanece como música obrigatória na setlist dos shows do Aerosmith até hoje.

5) The Beatles – Don’t Let Me Down

Falar que os Beatles é uma inspiração para qualquer banda de rock é um dos maiores clichês da face da Terra. Mas é verdade? É FATO! A banda britânica foi e continua sendo até hoje uma referência clara para vários grupos do gênero que se inspiram no trabalho dos garotos de Liverpool que conquistaram o mundo. Músicas como “Don’t Let Me Down” são apenas  uma pequena amostra dos diversos motivos que consagram os Beatles como a maior banda de todos os tempos.

A canção foi gravada em 1969, durante as sessões de gravação do décimo terceiro e último álbum do grupo, “Let It Be“. “Don’t Let Me Down” foi uma das músicas executadas durante o show realizado no terraço da gravadora Apple – apresentação essa (no caso a do vídeo acima) no qual foi marcada como a última dos Beatles em conjunto.

Com uma trajetória que percorreu todos os subgêneros do estilo musical, o quarteto formado por John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr, transformou e aperfeiçoou literalmente o mundo do Rock.

Flávia Denise

Jornalista & Music nerd. ;)