Bernardo Betolucci, diretor de “O Último Tango em Paris”, morre aos 77 anos

O diretor Bernardo Bertolucci, considerado mestre do cinema italiano, morreu em sua casa nesta segunda-feira, em Roma, no bairro de Monteverde Vecchio, aos 77 anos. Bertolucci foi o encarregado por dirigir obras clássicas do cinema, como “O Último Tango Em Paris” e “Os Sonhadores“. O jornal italiano Corriere Della Sera cita que o cineasta lutava contra uma doença há anos, mas a causa da morte não foi relevada.

Nascido em Parma, em 1941, Bernardo era filho do poeta Attilio Bertolucci e da professora Ninetta Giovanardi. Em sua galeria de premiações é possível encontramos prêmios como um Leão de Ouro honorário do Festival de Veneza e a Palma de Ouro honorária do Festival de Cannes. Além de alguns Oscar, entre eles estão as estatuetas de melhor direção e melhor roteiro.

Em sua filmografia Bernado Bertolucci tem aproximadamente 20 filmes dirigidos, que se diversificam entre grandes e pequenas produções, obras experimentais e tradicionais, deixando um legado inesquecível para o cinema italiano e mundial.

Marcus Barreto

Jornalista de bem com a vida, fã de esportes e cinema.