Cartaz de “Narciso em Férias” traz imagem rara de Caetano Veloso preso

Cartaz de “Narciso em Férias” traz imagem rara de Caetano Veloso preso

Dirigido por Renato Terra e Ricardo Calil, “Narciso em Férias”, único filme brasileiro que estreia mundialmente no 77º Festival de Veneza, dia 7 de setembro, em seu cartaz traz uma foto rara de Caetano Veloso preso. A imagem, descoberta pelo pesquisador Lucas Pedretti, faz parte dos arquivos secretos mantidos pela ditadura militar. Caetano foi preso em dezembro de 1968 e a fotografia foi tirada no início de 1969.

Na foto do cartaz, Caetano aparece com o cabelo curto, raspado dos lados. Ele havia acabado de ter seus longos cachos cortados pelos militares. O episódio é recordado pelo artista em “Narciso em Férias” como um dos momentos de maior tensão de seu período na prisão.

Aqui está a sinopse oficial: No dia 27 de dezembro de 1968, Caetano Veloso foi retirado de sua casa em São Paulo, confinado em uma solitária por uma semana no Rio de Janeiro e depois transferido para outras celas. Ao todo, ficou 54 dias na prisão. Cinquenta e dois anos depois, o compositor traz memórias e reflexões sobre o período mais duro de sua vida. O artista faz um relato íntimo e detalhado sobre os dias na solitária, relembra e interpreta canções que marcaram o período de confinamento e revisita episódios dolorosos vividos com outros presos, como seu amigo Gilberto Gil, preso no mesmo dia.

O cartaz do documentário é assinado pela designer Claudia Warrak. A imagem de Caetano preso também ilustrará a capa do livro “Narciso em Férias”, que a Companhia das Letras lança este mês. Originalmente, esse era também o título dado por Caetano ao capítulo sobre a prisão em seu livro “Verdade Tropical”. Vale lembrar que “Narciso em Férias” será o único filme brasileiro no Festival de Veneza e estreia dia 7 de setembro. Confira o cartaz abaixo!


ARTIGOS RELACIONADOS