Festival de Cannes chega a sua 75º edição prometendo ter os melhores filmes do ano

Festival de Cannes chega a sua 75º edição prometendo ter os melhores filmes do ano

O Festival de Cinema de Cannes 2022 está pronto para celebrar sua 75º edição, o evento começa nessa terça-feira, dia 17, com a cerimonia de abertura tendo “Final Cut”, dirigido por Michel Hazanavicius como o filme que vai oficializar o começo do festival. Esse ano Cannes está sendo menos rigorosa com as restrições sanitárias e não obriga o uso de mascaras em salas fechadas. Ao todo são 21 longas-metragens selecionados para disputar a Palma de Ouro que será entregue pelo o ator francês Vincent Landon, presidente do júri esse ano.

Desses 21 filmes que estão em competição, temos uma diversidade de gêneros cinematográficos, além disso uma quantidade relevante de etnias entre diretores. No line-up oficial temos filmes como Triangle of Sadness, de Ruben Östlund; Boy from Heaven, de Tarik Saleh; Forever Young, de Valeria Bruni‑Tedeschi entre outros. Infelizmente não vamos conseguir desmembrar todos os selecionados que estão competindo entre si, porém escolhemos os nossos cinco favoritos para falarmos melhor sobre eles. O primeiro deles é “Stars at Noon“, da emblemática cineasta francesa Claire Denis, ambientado na Nicarágua de 1984, o longa é sobre um romance entre um misterioso empresário inglês e uma jornalista americana que se envolvem em um perigoso labirinto de mentiras e conspirações e são forçados a tentar escapar do país.

Joe Alwyn e Margaret Qualley em Stars at Noon

 

A Segunda produção é “Showing Up“, de Kelly Reichardt, que ficou bastante conhecida em 2019 por dividir opiniões com “First Cow“, o longa concorreu o Urso de Ouro no Festival de Berlim e teve aclamação mundial pela crítica, entretanto não foi uma unanimidade entre o público. Esse novo trabalho de Reichardt é sobre uma Uma artista à beira de uma exposição de mudança de carreira navega com familiares, amigos e colegas antes de apresentar suas novas obras e descobre que o caos da vida se torna a inspiração para mais arte.

Provavelmente “Crimes of the Future“, de David Cronenberg é o filme mais esperado dessa edição de Cannes. Colocar ele aqui é óbvio, mas estamos falando de Cronenberg, um cineasta renomado que não lança nada desde 2014. Contando com queridinha do momento Kristen Stewart e Léa Seydouxm no elenco, “Crimes of the Future” tem uma abordagem futurista sobre a evolução humana. Na trama, à medida que a espécie humana se adapta a um ambiente sintético, o corpo sofre novas transformações e mutações. Ao lado de sua parceira Caprice, Saul Tenser, um artista performático, mostra publicamente a metamorfose de seus órgãos neste novo sistema. Em paralelo, Timlin, uma investigadora do National Organ Registry, rastreia obsessivamente seus movimentos, e deseja usar a notoriedade de Saul para espalhar para o mundo as consequências desse experimento.

Há exatos seis anos atrás “A Criada” de Park Chan-wook fazia sua estreia no própria Festival de Cannes, o filme foi muito bem recepcionado e conquistou uma legião de fãs devido às suas inúmeras reviravoltas de roteiro. Esse ano Chan-wook regressa ao festival trazendo seu mais novo trabalho, “Decision to Leave“, e com isso desperta uma ansiedade imensa no público em torno do seu novo filme. O longa sul-coreano nos guia a jornada de Hae-Joon, um detetive experiente, que investiga a morte suspeita de um homem no topo de uma montanha. Logo, ele começa a suspeitar de Seo-rae, a esposa do falecido, enquanto está perturbado por sua atração por ela.

Tang Wei e Park Hae-il em “Decision to Leave”

 

Provavelmente James Gray Armageddon Time, de James Gray “Ad Astra” e “Z: A Cidade Perdida” as duas últimas produções de James Gray fizeram bastante barulho, agora o diretor americano chega em Cannes com “Armageddon Time“, um filme que tem nomes como Anne Hathaway e Anthony Hopkins no elenco. O longa é uma história de amadurecimento profundamente pessoal sobre a força da família e a busca geracional do sonho americano.


O Festival de Cannes ainda vai receber produções grandes como “Top Gun: Maverick” e “Elvis”, mais uma cinebiografia de Elvis Presley. Além disso, Tom Cruise tem presença confirmada no tapete vermelho. O único resquicio de Brasil no evento é uma sessão especial para “Deus e o Diabo na Terra do Sol“, de Glauber Rocha, em cópia restaurada. Vale lembrar que o Festival de Cannes começa hoje, dia 17, e se encerra no sábado, 28 de maio. Confira aqui o line-up completo do evento.

ARTIGOS RELACIONADOS