“Nona: Se me molham, eu os queimo” estreia nos cinemas nesta quinta-feira

“Nona: Se me molham, eu os queimo” estreia nos cinemas nesta quinta-feira

A história recente do Chile tem sido combustível para o cinema do país. Dito isso,  a cineasta Camila José Donoso  nos oferece seu terceiro filme, “Nona: Se me molham, eu os queimo”, que estreia nos cinemas do Brasil dia 18 de fevereiro, trazendo fatos reais e ficção. . A protagonista a avó da diretora, Josefina Ramirez, que fez parte da resistência anti-Pinochet, e se tornou uma especialista na produção de molotovs.

Aqui está a sinopse oficial: Aos 66 anos, Nona decide finalmente se vingar de seu ex-amante e comete um atentado que a obriga a fugir para que não seja presa. Depois de finalmente se estabelecer em uma cidade costeira do Chile, um incêndio de grandes proporções obriga seus vizinhos a deixarem suas casas, mas estranhamente sua moradia é a única a não ser afetada.

Camila, que também assina o roteiro, combina, então, memórias de Nona e uma narrativa ficcional sobre uma mulher que cometeu um crime passional, e se vê obrigada a deixar Santiago, exilando-se na cidade costeira de Pichilemu, numa casa que comprou na época do governo de Salvador Allende. A protagonista também acaba de realizar uma cirurgia contra catarata o que a deixa ainda mais fragilizada e de mal humor.

O elenco da produção combina não atores e atrizes com profissionais, como a própria Josefina, atrizes Gigi Reyes, Paula Dinamarca e Nancy Gómez. O Brasil é representado por Eduardo Moscovis, que interpreta Pedro, uma figura misteriosa que ronda Nona. Exibido nos Festivais de Rotterdam, Rio e Olhar de Cinema, “Nona: Se me molham, eu os queimo” estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 18.


Assista ao trailer!

ARTIGOS RELACIONADOS