O tradicional projeto “Compartilha Animação” inicia uma nova edição

Como de costume anual, o  Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema é aberto com a exibição de um curta-metragem de animação produzido por um grupo de estudantes do ensino fundamental e médio. Eles são selecionados entre cerca de 100 participantes de oficinas do projeto Compartilha Animação, que há mais de dez anos integra a rede de ações de responsabilidade social desenvolvida pela Enel.

A cada edição, cinco instituições públicas de ensino integram o projeto e cada uma delas seleciona 20 alunos para participar da oficina de animação cinematográfica. Esse ano, o projeto começa a partir do dia 4 de junho, na EMEIEF Dom Helder Pessoa Câmara, no Siqueira, onde acontece durante três dias. De 5 a 7 a oficina será ministrada na Escola Municipal Taís Maria Bezerra Nogueira, no Jangurussu. De 12 a 14, é a vez dos alunos da EEFM Professor Aloysio Barros Leal, no Barroso. E de 17 a 19 acontece, pela manhã, na Escola de Tempo Integral Maria Odete da Silva Colares e, à tarde, na EEFM Governador Virgílio Távora, ambas em Messejana. Juntas, as cinco escolas envolvem o total de 100 estudantes no projeto. Todas as oficinas acontecem na própria escola, durante três dias, das  8h às 11h.

O professor e cineasta Telmo Carvalho é quem ministra as oficinas e, após a primeira fase do Compartilha Animação realizada nas cinco escolas, ele escolherá dois de cada instituição para a segunda etapa do projeto, que acontecerá no mês de julho, no Núcleo de Cinema de Animação da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC).


Tema da oficina 

Durante um mês de curso na Casa Amarela, os jovens cineastas vão criar um curta-metragem de até cinco minutos com o tema “Igualdade de gêneros”. A estreia do filme será para uma plateia lotada no Cineteatro São Luiz, no dia 31 de agosto, por ocasião da abertura oficial do 29º Cine Ceará. Na primeira aula, um representante da Enel fará uma palestra para os alunos, sobre o projeto e o tema escolhido para o curta-metragem que vão desenvolver nesta edição.


O Projeto

A missão do projeto é introduzir, por meio de aulas teóricas e práticas, a linguagem do audiovisual à rotina de jovens estudantes, que durante a segunda fase têm acesso a equipamentos e programas de computador utilizados em grandes estúdios cinematográficos.


Com mais de 2 mil crianças de escolas públicas de Fortaleza e outras cidades do interior do estado, ao longo desses mais de dez anos, a ação é uma responsabilidade social desenvolvida pela Enel, que é realizado pela Associação Cultural Cine Ceará e o Instituto Água Boa Cultural, em parceria com a Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC), viabilizado pelo Mecenato Estadual do Ceará e conta com apoio do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria de Cultura (Secult).

Marcus Barreto

Jornalista de bem com a vida, fã de esportes e cinema.

Online Shopping in BangladeshCheap Hotels in Bangladesh