Quatro atores que viraram diretores recentemente

Quatro atores que viraram diretores recentemente

Já estamos na metade do primeiro mês do ano, com ele começamos uma temporada com mais uma leva de novos filmes, atores e diretores de todos os gêneros. Mal podemos esperar para todos os lançamentos que esse ano nos reserva. Porém,  mesmo com ‘o novo’ em andamento, não podemos esquecer do passado, exclusivamente do último ano.

Como de costume, a cada temporada somos agraciados com excelentes produções de diretores renomados, mas algo que marcou o último ano foi a estreia de atores iniciando as suas carreiras como cineastas. Vimos atores saindo da zona de conforto, deixando por algum tempo o trabalho de atuação para assumir a cadeira de direção para gritar ‘ação!’.  Dito isso, decidimos listar alguns nomes que entregaram ótimos longas. Confira a nossa lista de quatro atores que se tornaram diretores no ano passado.


1) Bradley Cooper

Todos nós sabemos que a estrela principal de “Nasce Uma Estrela” é Lady Gaga. A maioria dos elogios estão voltadas para a cantora que teve seu primeiro trabalho de atuação no cinema nesse drama musical de 2018. Porém,  não podemos esquecer do nome de Bradley Cooper. Além de dirigir, ele também está atuando no próprio filme, e por isso vale dizer que o papel de Cooper como diretor e até mesmo como ator seja mais relevante que a estrela principal da produção. Para um título que já teve quatro versões antes da de Cooper, o diretor conseguiu vencer o desafio e agregou elementos diferentes para sua versão. Com essa e outras características seu filme se tornou um dos mais relevantes do ano passado.


2) Paul Dano

Se tinha alguém que mereceu se aventurar como cineasta, esse é Paul Dano. Como ator, e agora como diretor, o nome de Dano é para ser levado a sério no ramo. O jovem cineasta de 34 anos estreou com “Vida Selvagem“, um longa metragem sobre laços familiares, mas laços bem distantes dos que conhecemos. Longe de ser uma produção badalada, mas mesmo assim tendo nomes como de Jake Gyllenhaal e Carey Mulligan, o filme de Dano é uma boa entrada para uma possível safra de diretores que está por vim. Esperamos que a carreira de diretor não seja apenas uma aventura para Paul Dano.


3) Murilo Benício

Talvez o primeiro trabalho de direção de Murilo Benício tenha passado despercebido por muita gente, “O Beijo No Asfalto” chegou aos cinemas já no finalzinho do ano passado, no mês de dezembro, para ser mais preciso. O filme é a uma adaptação ousada e diferente, que mescla teatro e cinema em preto e branco, no qual torna um trabalho totalmente autoral de Benício. Veremos se nos próximos trabalho o diretor irá manter o mesmo estilo de direção ou vai fazer algo totalmente diferente do que é o seu primeiro longa. Vale lembrar que o filme conta com grandes nomes da dramaturgia nacional, como o de Fernanda Montenegro.


4) Jonah Hill

Mesmo sendo um ator que fez inúmeras comédias, Jonah Hill já estava traçando um caminho diferente das atuações. Por anos ele já vinha roteirizando alguns logas e até mesmo se envolveu na produção de outros projetos, como a série original da Netflix, “Maniac“. Agora, o ator deu um passo a mais em sua carreira e decidiu dirigir o própria longa-metragem, que se trata de “Mid90s“. Habituado na década de 90, o longa aborda a cultura bairrista do skate de rua. No longa nos é apresentado todos os detalhes da paixão de quem vive ou de quem já viveu esse estilo de vida. Por tratar de Jonah Hill, era comum imaginar uma comédia pastelão em seu primeiro trabalho, mas “Mid90s” é um dos projetos mais maduros na vida Hill.




ARTIGOS RELACIONADOS