The OA | Criadora revela que segunda temporada está a caminho

Brit Marling, a co-criadora, estrela e roteirista do programa da Netflix, “The OA“, revelou em sua conta do instagram que a segunda temporada da série esta a caminho. Desde que a renovação foi anunciada em fevereiro de 2017, os fãs tem esperado pacientemente por novas informações sobre a nova temporada. Então, a própria Brit, postou uma explicação longa sobre o por quê do processo de produção estar levando tanto tempo.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

short answer: @z_al and I just finished soundmixing chapter 2 so it is coming! long AF answer: swipe ⬅️ to deep dive

Uma publicação compartilhada por Brit Marling (@britmarling) em

Leia o comunicado na íntegra:

Fãs de The OA: muitos de vocês têm perguntado ‘por que a parte dois está demorando tanto?’. Como The OA é categorizada como um programa de TV, essa é uma pergunta muito justa! Deixe-me tentar dar uma resposta que honre a pergunta:

Os programas de TV são criados em um ciclo anual principalmente porque funcionam fora de uma narrativa padrão. O criador da série atua como um grande costureiro – ela cria o molde para a peça original, que é o piloto. Então, outros grandes alfaiates entram e criam novas roupas com esse mesmo padrão. Isso permite a criação com grande velocidade e também semelhança, que é uma das coisas que todos nós amamos sobre a TV.

Além disso, muitos programas de TV são adaptados de materiais previamente escrito (romances, quadrinhos, programas de TV estrangeiros). Isso permite que os escritores trabalhem rapidamente adaptando a história para a tela, em vez de criar personagens e um mundo ou enredo a partir do zero. Por fim, a maioria dos programas de TV transpõe seu ciclo de produção. A esquipe de roteiristas escreve uns três ou quatro episódios e depois outra equipe começa a filmar esses episódios enquanto outros roteiristas continuam escrevendo.

The OA não funciona dessa maneira. Nossos capítulos variam em tamanho, equipe e até gênero. Não há padrão. Como resultado, a cada passo do caminho nada pode ser imitado, tem que ser inventado. Por exemplo, nosso produtor na parte dois teve que descartar os “orçamentos padrão” com os quais a indústria normalmente trabalha, porque cada capítulo exigia recursos completamente diferentes. O mesmo vale para a edição – um editor pode descobrir a melhor maneira de editar o capítulo 3, mas esse aprendizado não se aplica ao capítulo cinco, que é um tipo completamente diferente de contar histórias.

Nós também não somos uma adaptação. Então, estamos tendo como base apenas nossa imaginação toda vez que vamos escrever uma nova parte, e isso leva tempo. Finalmente, porque eu sou a atriz principal e o principal roteirista, não podemos dar um salto na produção. Temos que escrever todos os oito capítulos antes de começarmos a filmar o primeiro capítulo.

Algumas pessoas pensaram na parte um de The OA como um longo filme. Se você olhar dessa perspectiva, Zal e eu escrevemos e fizemos um filme de 8 horas a cada dois anos. Isso é muito rápido, considerando que a maioria dos filmes de duas horas leva pelo menos dois anos para ser feito!

Mas a verdade é que, atualmente, temos pensado no OA nem como um filme, nem como um programa de TV, mas como um novo tipo de narrativa que acaba de se tornar possível por causa da tecnologia de streaming da internet e de um parceiro como a Netflix que está genuinamente interessado em tentar coisas novas no sentido da narrativa. Estamos aprendendo todos os dias a melhor forma de funcionar em um espaço completamente novo, com pouco precedente de produção.

Perdoe a resposta longa – acabei de perceber que não há como isso ficar claro, se não compartilhado pelas pessoas que estão dentro desses novos modos de contar histórias. Eu não posso dizer a data de lançamento ainda. Eu só posso convencê-lo de que vamos trabalhar todos os dias e o máximo possível para fazer algo que pareça digno de todo o tempo e talento que nossos colaboradores colocaram na sequência, além de ser digno de todo o incentivo e entusiasmo do público por esta história“.

A 1ª temporada de “The OA” estreou na Netflix em 16 de dezembro de 2016, com um conceito intrigante envolvendo o retorno de uma menina desaparecida, experiências de quase morte, experimentos misteriosos no subsolo e um final para lá de surpreendente.

Ainda não há mais informações sobre quando a segunda parte do projeto irá estrear.


Flávia Denise

Jornalista & Music nerd. ;)